16:13:37

 

Seja sempre bem-vindo (a) e aproveite para visitar nossas outras páginas


Intestino-Pâncreas-Esporão

A forte tendência de consumo de alimentos industrializados pode agravar ou prejudicar o consumo diário de fibras, responsáveis por favorecer o trânsito intestinal. Os alimentos industrializados são, em sua grande maioria, processados. O processamento acaba retirando alguns nutrientes do alimento, sendo as fibras, um deles. Observe a rotulagem nutricional que especifica a quantidade de fibras disponível nos alimentos selecionados para o seu consumo.


Quando você consome uma refeição pobre em fibras, as fezes resultantes serão pequenas e compactas, já que não irão absorver água. E esse material não consegue deslizar de maneira adequada pelo intestino, o que obriga o corpo a intensificar os movimentos peristálticos. Com o tempo, o intestino “cansa” de realizar esses movimentos (que não surtem efeito) e o material permanece no intestino grosso, causando constipação.

Portanto, de todas as dicas para soltar o intestino preso, esta é certamente a mais eficiente – e também a mais ignorada. As fibras são, comprovadamente, as maiores aliadas da digestão. Ao absorver água, as fibras aumentam o bolo alimentar, facilitando o trânsito dos alimentos pelo sistema digestivo, o que por sua vez previne a obstrução do intestino e estimula o peristaltismo (os movimentos naturais do sistema digestivo que conduzem os alimentos em direção ao reto).

Um adulto necessita de 25 a 30 gramas de fibra alimentar todos os dias (que deve sempre estar acompanhada de água para facilitar o trânsito intestinal). Alguns dos alimentos mais ricos em fibras são:

  •     Frutas como mamão, laranja (com bagaço), ameixa e abacaxi;
  •     Feijão preto, grão-de-bico, lentilha, soja e arroz integral;
  •     Verduras e legumes como brócolis, abóbora, alcachofra, berinjela, milho cozido, couve e espinafre;
  •     Chia: uma única colher de sobremesa da sementinha contém seis gramas de fibra;
  •     Aveia, pipoca (sem manteiga), batata doce (com casca) e nozes;
  •     Linhaça (de molho na água de um dia para o outro).

Para obter uma melhora significativa das funções intestinais, não basta consumir os alimentos acima de maneira esporádica; somente a ingestão diária de fibras irá regularizar o intestino de maneira permanente.

E além de soltar o intestino preso, o consumo de alimentos naturais também colabora para o funcionamento de todo o sistema digestivo (as verduras escuras e amargas são ótimas para o fígado), fortalecendo ainda mais sua saúde intestinal.

Se você não sabe mais o que fazer para soltar o intestino preso, comece aumentando seu consumo diário de água. Ainda que nem todo mundo necessite de 2 litros do líquido por dia, quem sofre com prisão de ventre não pode correr o risco de beber pouca água ao longo do dia.

Beba cerca de 5-6 copos de água mineral todos os dias, e se possível levemente morna. Segundo a tradicional medicina chinesa, a água quando morna estimula ainda mais o funcionamento do sistema digestivo.

Então experimente a partir de agora tomar todos os dias 2 litros de água levemente aquecida para melhorar a digestão e facilitar a eliminação dos resíduos alimentares.

Apenas lembre-se de que são 2 litros de água – e não refrigerante, chá gelado, sucos, café, etc.

Leia mais https://www.mundoboaforma.com.br/o-que-fazer-para-soltar-o-intestino-preso/#fpxlIYrRZOhKmOqH.99

Intestino - Pâncreas - Esporão